Educação

O Concelho de Sátão, segundo os Censos de 2011, tem uma população aproximadamente de 12500 habitantes, distribuídos por 12 freguesias. A população escolar ronda os 1800 alunos, distribuídos por 14 Jardins de Infância da Rede Pública, 8 Escolas do 1º CEB, uma EB 2,3, e uma Escola Secundária.

Na educação pré-escolar a Câmara Municipal assume, um papel preponderante. O município tem em curso o projeto “Brincar na água”, onde todos os alunos podem usufruir dos serviços da piscina municipal, de forma gratuita, permitindo assim criar condições para um são desenvolvimento das nossas crianças.

No âmbito de uma política descentralizadora de poderes, inserida no quadro de transferências de atribuições e competências para as autarquias locais, aprovado pela Lei 159/99 de 14 de Setembro, a Câmara Municipal de Sátão assume-se como entidade promotora, no concelho, do programa lançado pelo Ministério da Educação – Atividades de Enriquecimento Curricular – reconhecendo a sua importância no sucesso educativo e no desenvolvimento das nossas crianças e jovens.

Mais de três centenas de alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico têm acesso, de forma totalmente gratuita, às AEC, como é o caso da disciplina de inglês, de atividades lúdicas – expressivas e atividade física.

Tais atividades estão em curso e decorrem entre as 15h45 e as 17h30, sendo que por parte da Câmara Municipal está assegurado o transporte dos alunos, disponibilizando, além disso, todas as instalações municipais indispensáveis ao sucesso das mesmas.

Para a prossecução dos objetivos que a Câmara Municipal tem traçado na área da educação, esta disponibiliza um conjunto de infraestruturas aos nossos jovens, designadamente, biblioteca municipal, pavilhão gimnodesportivo, piscina municipal, entre outras. Todos os estabelecimentos de ensino estão dotados de computadores com acesso à internet.

Assim, Sátão assume o investimento na educação, nas suas diferentes vertentes, como estratégico e prioritário para o município, consciente que os cidadãos mais escolarizados, mais qualificados e mais esclarecidos são cidadãos com maior consciência cívica, mais tolerantes, com maior capacidade crítica e potencialmente geradores de um tecido social e económico de maior qualidade.